ATENDIMENTO: SEG. A SEX. DAS 8H ÀS 22H | SÁB. DAS 9H ÀS 18H

Nutrição para animais

Uma coisa que eu preciso lembrar é daquela frase bastante dita por nossos avós, bisavós ou pessoas de mais idade: ” mas eu sempre dei comida para todos os meus animais e ele nunca tiveram nada!”. Essa frase até certo ponto pode ser verdadeira, mas o que precisamos saber é: antigamente os animais era alimentados somente com comida caseira, em especial o famoso “Bofe com fubá” (estômago de boi), devido a essa alimentação extremamente pobre em nutrientes essenciais para um bom desenvolvimento do organismo, muito animais acabavam morrendo por uma doença chamada raquitismo (falta de cálcio no organismo). E a média de vida dos animais variava em torno dos 5-9 anos de idade.

Hoje em dia a média de vida dos animais está em torno de 12-18 anos para cães, e acima dos 25 para gatos. Mas por quê?? Pois atualmente existe no mercado diversos tipo de rações em diversas apresentações (seca, úmida e semi-úmida), completas para suprir todas as necessidades em nutrientes e minerais que um animal necessita.

Para o seu animal crescer saudável, é necessário que nós oferecemos rações de boa qualidade, frutas contanto que não seja ácidas, legumes crus os cozidos em água (sem sal e sem óleo). Para agradá-los de vez em quando podemos dar aqueles ossinhos específicos para animais. E o mais importante de tudo, jamais oferecer comida caseira, ossos naturais, pães, bolachas, bordas de pizza, etc.

Caso seu animal seja um pouco mais sensível, pode ter certeza que isso lhe acarretará problemas de saúde e pelagem principalmente. Como quedas de pêlos, pelagem opaca, dermatites, gastrite alimentar, hepatite, estomatite, dentre outros problemas.

Dicas:
  • Filhotes devem comer 2 – 3 vezes ao dia
  • Adultos devem comer 2 vezes por dia
  • Até 10 meses de idade devemos oferecer ração para filhotes, após 10 meses ração para animais adulto, e acima dos 8 anos rações para animais idosos, sempre fazendo a troca gradativa entre as rações, para evitar diarréia e vômitos.
  • Controlar a quantidade de ração para não ter problemas de obesidade.
  • Restos de comida, doces, massas e tudo o que não for prescrito pelo veterinário deve ser evitado , mesmo que o animal goste ou queira comer.
  • Se o seu animal pedir comida, ele deve ser repreendido ou retirado do local durante as refeições familiares.
  • Mesmo animais de raças grandes os gigantes devem ser alimentados 2 vezes por dia, para evitar uma doença chamada torção gástrica (pode levar a morte em poucas horas).

Fonte: Jornal Saúde e Lazer


  • Trio ternura Dra Thas com as fofuras de Bento Shirottahellip
  • sou a Pancetta ja estou recuperada!!!! comi uma latinha quehellip
  • olha como amika ficou maravilhosa feita prlo Tio Ton ameiiiiiihellip
  • O Zig comeu um pedao de espeto de churrasco hellip
  •  assim nosso diadia! Pepper veio para consulta !!! contouhellip
  • oieee eu sou o Julio!!!! sou um cgado tenho 24hellip
  • Maria e Guadalupe com 2 meses e 5 meses!!! Duplinhahellip