ATENDIMENTO: SEG. A SEX. DAS 8H ÀS 22H | SÁB. DAS 9H ÀS 18H

Pet na Praia

Descubra se é saudável levar seu cãozinho para brincar na areia e no mar

No Brasil nem todas as cidades litorâneas permitem que os cães passeiem pela praia e entrem no mar. Mas a grande questão, além da permissão, é: passeio na praia faz bem ou faz mal para o pet?

É saudável para o pet?
Se você se diverte só de pensar na farra que seu bichinho fará na praia, é bom saber: não é saudável para seu cãozinho. A dra. Adriane Tomimassu, médica veterinária responsável pelo Centro Veterinário Pacaembu, em São Paulo, afirma que tanto a areia da praia como a água salgada do mar podem causar transtornos à saúde dos animais.
Cuidados especiais
Caso seja inevitável um passeio pela orla, certifique-se de levá-lo nos horários menos quentes do dia e hidratá-lo bastante, deixando-o a maior parte do tempo na sombra. “Se quiser, pode borrifar água nos pelos, para diminuir a temperatura corporal do bichinho”, ensina dra. Adriane. A veterinária ainda alerta para um cuidado fundamental: “Deixe-os sempre presos a guia e coleiras para evitar acidentes. Não deixe, de maneira alguma, seu pet defecar na areia, para evitar as doenças que podem ser transmitidas para o homem.”

Lá vem o sol…
A exposição excessiva de seu bichinho ao sol pode causar uma grave desidratação, que pode levar a quadros muito importantes de problemas renais, levando até à perda do animalzinho. Causa também hipertermia, que é o aumento de temperatura corporal, que pode deixá-lo muito ofegante e ainda lhe causar um colapso respiratório.
“Se o seu cãozinho tem pelagem mais clara e focinhos rosados, o cuidado é redobrado, pois estes estão mais predispostos a desenvolver câncer de pele”, conclui dra. Adriane.
Para ajudá-la nesses casos, é bom saber que existem diversos tipos de protetores específicos para animais domésticos. Eles devem ser usados, inclusive, nos pavilhões auriculares dos pets (região da orelha).

Pós-passeio
Anote os procedimentos que devem ser seguidos para manter a saúde e o bem-estar do cão:
• Após um banho de mar ou caminhada pela areia, dê um banho com sabonete neutro, lave e seque bem com secador morno, pois a pele e a pelagem úmidas podem causar dermatites.
• Faça uso de produtos ceruminolíticos (limpeza dos condutos auditivos), para evitar riscos de otites e infecções.
• Passe todos os meses antipulga/anticarrapato. Esses cuidados irão protegê-los também contra o verme do coração.
• Limpe os olhos com solução fisiológica, para evitar conjuntivites.

Fique atenta!
Além de prejudicar a saúde de seu cão, levá-lo à praia ainda pode comprometer a saúde das pessoas! A presença deles pode transmitir algumas doenças (zoonoses) como, por exemplo, as verminoses Ancylostoma caninum, Larva migrans cutânea ( “Bicho Geográfico”); além do verme do coração. Esse último é transmitido ao animal pela picada de um pernilongo, comum em regiões do litoral, e depois de algum tempo se aloja no coração, causando sintomas muito graves. No homem esse mesmo verme se aloja no pulmão.

Foto: Shuttestock | Consultoria: Dra. Adriane Tomimassu – Médica-Veterinária Responsável do Centro Veterinário Pacaembu www.centroveterinariopacaembu.com.br  Tel.: 3828-2331 / 3663-2177

Fonte: Site Uma mulher


  • Trio ternura Dra Thas com as fofuras de Bento Shirottahellip
  • sou a Pancetta ja estou recuperada!!!! comi uma latinha quehellip
  • olha como amika ficou maravilhosa feita prlo Tio Ton ameiiiiiihellip
  • O Zig comeu um pedao de espeto de churrasco hellip
  •  assim nosso diadia! Pepper veio para consulta !!! contouhellip
  • oieee eu sou o Julio!!!! sou um cgado tenho 24hellip
  • Maria e Guadalupe com 2 meses e 5 meses!!! Duplinhahellip